quarta-feira, 25 de julho de 2012

Completamente "tóninó"

Pois que no início do mês informei a escola da J. que em Agosto ela só iria na última semana. A ideia era ela ficar a partir de dia 30 de Julho em casa comigo, de férias. Termos tempo para as duas antes da chegada da L. Fazer praia e piscina sem horários, que os miúdos também merecem. Não tendo a oportunidade deste ano sair daqui por uns dias, estarmos juntas e aproveitar o que nos rodeia - e que poucos têm, sorte a nossa! - era uma boa.
Acontece que entre as mil e uma coisas que nos estão a acontecer (ao M e a mim) troquei-me com os dias todos. Meti na cabeça que esta segunda-feira era dia 30, e apesar de o ter comentado com toda a gente - de família, a amigos e educadoras da escola - ninguém me disse nada. Todos pensaram que tinha mudado de ideias. A partir de sábado disse à J., que sim que já estávamos de férias. E foi às 4 da manhã de segunda-feira - horário preferido da L. para me acordar com pontapés e pressões nas costelas - que me caiu a ficha. Afinal era dia 23 e faltava uma semana! E agora? Não ia dizer à miúda, que afinal me enganei porque estou completamente "tóninó" e mandá-la para a escola. E eis que entrámos de férias!
Hoje, três dias passados destas férias antecipadas, chego à conclusão que deve ter sido melhor assim. Daqui a três semanas posso ter uma semana para mim, numa altura em que me parece que me vai custar mais "arrastar-me" com a L. sentada dentro de mim. Nada acontece por acaso. Acredito que daqui a uns tempos escreva algo que reitere esta decisão de mãe "tóninó".

Sem comentários:

Enviar um comentário