quinta-feira, 12 de julho de 2012

Limpezas...

... da casa...que acabam por também ser limpezas da vida.
Hoje a esvaziar gavetas encontrei mil e uma coisas que nem sabia que estavam ali guardadas e que na hora de decidir o que guardar, acabaram no saco do lixo. 
Perguntei-me por que é que guardamos tanta coisa no nosso dia-a-dia? E olhem que eu já tenho aversão a acumular coisas e de vez em quando dou uma geral!
Ao limpar a minha casa dei por mim a pensar porque tenho isto ou aquilo. A realidade é que precisamos de bem menos do que aquilo que achamos. 
A última semana também me mostrou e ensinou que a nossa casa é a NOSSA casa, pela ALMA que lhe damos. Não são os móveis Ikea, Moviflor, Bo Concept ou o que for que fazem a diferença. É o que somos. O nosso cheiro. O nosso toque. A nossa essência. Porque na hora de "fechar" a porta, o que fica é o que vivemos, o que guardamos na memória e no coração. As memórias sim são os "móveis" que carregamos pela vida. E como o próprio nome indica são móveis, não precisam de estar sempre fixas para existirem. Estão onde nós estivemos. Estão onde nos sentimos bem. Estão onde a nossa alma está.
A J. já me ensinou a viver com mais calma. A L. está a dar-me uma segunda lição de como viver um dia de cada vez.  Eu só lhes tenho muito a agradecer, pois acho que tudo isto me ajuda a ser melhor mãe, além da experiência de vida que vou ter para lhes passar.

Sem comentários:

Enviar um comentário