sábado, 25 de agosto de 2012

Magia Mágica

Passando a redundância da minha J., tudo aconteceu há pouco mais de uma semana quando o cão de uma amiga nossa desapareceu. A J. apercebeu-se da preocupação de todos e do fato da nossa amiga estar triste. Ao final da tarde, na varanda com a avó, decidiu erguer as mãos no ar, gesticular e dizer: "Cão da Susana volta para casa". Continuou a gesticular, qual personagem de filme de Harry Potter (que ela desconhece), e terminou com um "Pronto. Fiz magia". A avó não queria acreditar e a J. fez questão de esclarecer que o cão ia voltar.
Acontece que em menos de 48h, após imensas buscas e cartazes espalhados por todo o lado, o cão, ainda cachorro e com apenas um mês junto da nossa amiga, apareceu à porta de casa de madrugada.
Para nós, adultos, há certamente a explicação lógica do cheiro ou de outro algo qualquer que o fez voltar. Mas, para a J., o Patapouf voltou para casa: "por causa da magia que eu fiz. A minha magia mágica".
Verdade ou não, ela o saberá.
A realidade é que o universo das crianças é tão fantástico que acreditam no poder que têm em consertar as situações e conseguirem o que querem. Um poder que à medida que crescemos perdemos e não deveríamos.
Isto fez-me pensar e a verdade é que seja aos 3 anos e meio seja aos 35, o importante é ACREDITAR. Em nós, nos nossos sonhos, no que for. Essa é a grande MAGIA da vida: ACREDITAR.

Sem comentários:

Enviar um comentário