quarta-feira, 5 de setembro de 2012

O que é que a ficção tem de real?

Corria a avó apressadamente para o quarto, pois não nos podíamos atrasar para ir buscar o príncipe (leia-se pai) ao aeroporto, e a J. não hesitou em analisar o momento: "A vóvota parece os três porquinhos a fugirem do lobo mau".
Saliento que ela não viu o filme, apenas ouve a história e que a avó, nem de perto nem de longe, tem o tamanho dos três ditos. A velocidade a que se deslocou só pode ser a justificação para o fato de a J. a comparar a três e não a apenas um.
O detalhe é deveras delicioso e fico super feliz com o fato dela conseguir pegar na história que escuta. imaginá-la e traze-la para a sua realidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário