quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Como tudo muda...


Há cerca de 20 anos ouvia esta música e pensava naquele rapaz (que eu achei que era o tal) que me roubara o coração. Sofria os primeiros desgostos de amor e adormecia a ouvir esta e outras baladas no programa de rádio "Cidade by night".
A verdade é que indo ao youtube e procurando músicas com I miss you, encontrei esta que adoro. No videoclip aparece um casal, mas a letra é intensa e diz o que me vai na alma.
A mesma que nunca escondi de ninguém, apesar das críticas e dos olhares de soslaio.
Mas eu sou assim. Sempre fui e sempre serei. A mima alma pede-me que me fale, que não esconda, que não mascare o que sinto e o que sou. Por isso mesmo escrevo estas linhas e oiço uma música intemporal.
Tal como a escrita a música tem este dom, o de dar voz ao que sentimentos e de nos ajudar a aquecer mais o coração e ganhar alento para seguir em frente.
Hoje iniciou-se mais uma etapa desta tarefa (sem adjectivo possivel) que é habituarmos à ausência da nossa pirralhinha.

1 comentário: