quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Ser mãe...

....sempre foi um desejo e foi e é a MELHOR descoberta da minha vida.
Esta letra é muito do que sinto como mãe das minhas pirralhinhas, e muito da minha estrela que me vai guiar. Amámo-nos desde o primeiro minuto, amámo-nos ainda mais num temporal chamado doença.
Sem esta minha flor, sem esta minha estrela, eu viveria na escuridão. Assim tenho um jardim. Um jardim onde uma flor chamada Joana cresce radiosa e sorridente. Um jardim onde quero continuar a plantar Amor.




Meu coração, sem direção
Voando só por voar
Sem saber onde chegar
Sonhando em te encontrar
E as estrelas
Que hoje eu descobri
No seu olhar
As estrelas vão me guiar
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração
Hoje eu sei, eu te amei
No vento de um temporal
Mas fui mais, muito além
Do tempo do vendaval
Nos desejos
Num beijo
Que eu jamais provei igual
E as estrelas dão um sinal
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração

2 comentários:

  1. Conheci hoje o teu blog e li-o todo. Senti a tua alegria e não pude deixar de chorar com o que aconteceu. Não te conheço nem tu a mim, mas deixo-te um abraço apertado pela coragem.

    Continuarei a seguir-te. És um exemplo, sem dúvida. Um beijinho grande. Filipa (blog minifeijão)

    ResponderEliminar