quarta-feira, 24 de abril de 2013

Tempos difíceis...

... e dias complicados.
Quase sempre de sorriso no rosto, tentando chutar a tristeza, alivir a alma e matar as saudades.
As saudades que não têm fim. Do seu sorriso. Do seu cheiro. Do seu toque. O que eu não dava para poder pegar nela por mais cinco minutos. Por beijar-lhe a testa e senti-la junto a mim.
Humanamente não há maneira de ultrapassar isto.
Espiritualmente é mais fácil. Sei que fui e sou mãe de um anjo. De um ser especial que veio mudar as nossas vidas.
Vivo o dia-a-dia nesta luta titânica entre o humano e o espiritual. Entre a dor e o amor. Entre a saudade e a fé.
Só o tempo me pode ajudar.
Amo-te daqui até ao céu minha pirralhinha

6 comentários: