sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

AMOR

Não ligo ao Dia de São Valentim, mas ligo ao amor. Ao que tenho pelo meu marido, pela minha filha, pela minha família, pelos meus amigos.
Para mim celebrar o Amor tem de ser todos os dias. Este deveria ser um exercício diário obrigatório.
Todos os dias digo à minha filha que a amo. Todos os dias digo ao meu marido que o amo (e já lá vão 12 anos).
Como o dia é do Amor, deixo-vos com o que sinto e me fazem sentir os meus dois amores e a minha estrelinha do amor. Sim, porque ela não está aqui fisicamente, mas vive eternamente na minha alma e no meu coração.



1 comentário:

  1. Olá Irina , li o seu texto e identifico-me completamente com ele...Amar é todos os dias...um beijinho/Célia

    ResponderEliminar