sexta-feira, 7 de março de 2014

Faz hoje...

... 38 anos que a minha mãe o meu pai juntaram os trapinhos. Quis o destino que estivessem juntos apenas 18 anos na terra. Talvez agora já estejam juntos do lado de lá.
Nunca me esqueço deste dia. Do também dia de aniversário da RTP. Desde miúda que a minha mãe fazia questão de me dizer que dia era. De tal modo, que a 23 dias de fazer 37, me lembro da data. A data foi-lhes importante. No seu modo de ser, foi o dia em que decidiram ao seu jeito fazer uma vida a dois. Eu nasci um ano e 23 dias depois. O meu irmão (mais novo) nasceu 4 anos e 10 meses depois.
Quis o destino que o meu pai partisse ainda jovem e nós miúdos. Eu não tanto, já estava a caminho dos 18...
Quis o destino que a minha mãe partisse em parte 10 dias depois da Leonor e definitivamente 5 meses depois dela.
São apenas números...
Números de uma vida que é a minha, cheia de perdas, de muitas angústias, mas acima de tudo de muito amor e de muita luta para a serenidade e harmonia. Encontrei-a, sem saber, há quase 12 anos (também faz este mês) e trouxe-me os melhores presentes que a vida pode ter: as minhas filhas. Uma que vela por mim/nós lá do alto e outra que ainda há meia hora me disse: mãe, amo-te tanto.
A vida é mesmo isto: sentimento. Tudo o resto é história e o que decidimos fazer e sentir com ela.

Sem comentários:

Enviar um comentário