quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Podemos mudar o Mundo?

Sozinhos e de uma vez só não.
Mas podemos dar passinhos de bebé.
Ter pequenos gestos que podem fazer a diferença.
Hoje é o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Já passei pela página da Amnistia Internacional no FB e assinei as petições que são neste momento precisas.
Desafio-vos a fazer o mesmo.
Vivemos num Mundo de julgamentos. Mesmo no dia-a-dia e nas mais pequenas coisas.
Sócrates está preso preventivamente e já foi culpado e condenado em Praça Pública, sem que ainda tenha havido um julgamento. Não o estou a defender! Muito longe disso!
Estou a mostrar que só não temos pedras de verdade nas mãos como na era de Cristo em que se apedrejou Maria Madalena. Hoje fazemo-lo com palavras e actos!
Não deveria ser assim!
Para as causas grandes existe algo que surgiu à medida que a sociedade evoluiu: a Justiça!
É verdade que nem sempre funciona! Mas continuo a acreditar nela.
Chamem-me naif, se quiserem. Mas sou de signo carneiro e quando acredito nas coisas defendo-as.
Há que fazer um exercício se queremos mudar um pouco o nosso Mundo no Mundo: até que ponto somos nós também justos no dia-a-dia?
A regra é a mesma.
A dimensão dos actos e da situação é o que muda.
Quantas e quantas vezes julgamos e somos injustos no nosso dia-a-dia?
Quantas e quantas vezes nos achamos donos da verdade e da razão e nos esquecemo dos direitos (humanos) de cada um em ter/fazer as suas escolhas?
Os direitos humanos são fundamentais e se queremos lutar por eles comecemos pelo nosso dia-a-dia.
Contra mim falo. Mas defendo cada vez mais que esta é uma obrigação humana tal como os direitos humanos que temos.
Vale a pena pensar nisto. E quando não pensarmos, obrigar-nos a lembrar de que temos de pensar.

1 comentário:

  1. Sozinhos não podemos mudar o mundo, mas podemos, gesto a gesto, tornar melhor o nosso pequeno mundo e alargá-lo a outros. Costumo dizer que a beneficência e o altruísmo não precisam de ser apenas noutro continente. Às vezes pode iniciar-se na porta ao lado...

    ResponderEliminar